Friday, December 13, 2013

Eu devia ser o único gajo do mundo autorizado a falar do Nélson Mandela (o meu homónimo alegadamente bonzinho), isto porque acompanhei de perto toda a sua vida, incluindo a fase da prateleira, em que o gajo andava com t-shirts góticas e tinha borbulhas que pareciam vulcões de enxofre e sei que ele não era tão fixe como a malta diz e é isso que aqui venho testemunhar.

A alcunha: muita gente trata-o por MADIBA sem saber que a alcunha lhe foi colocada no liceu como acrónimo para MAn who DIdn’t BAthe, isto porque o gajo acabava as aulas de educação física e nem sequer ia ao balneário, ia direto para a aula de Inglês, onde lia o Triunfo dos Porcos do Orwel com uma mise en scéne tão realista que a professora começou a espalhar canfora pelos cantos da sala só para a malta conseguir manter o pequeno almoço no bucho;

O mau vinho: o gajo bebia como um veterano de guerra e que o diga a Graça Machel, que quando a conheci era uma caucasiana de 50 quilos, e sofreu mais com ele em duas semanas, que com as piadas do Samora durante toda a vida;

O ambiente: o gajo não separava o lixo, aliás nem conseguia distinguir bem entre o amarelo e o verde, tanto que, uma vez, quando eramos miúdos, o apanhei a comer uma azeda ao contrário e pensei se este gajo acabar o nono ano, vou a Fátima e tenham em atenção que estávamos numa aldeia sul-africana;

O cárcere: toda a gente acha que foi com grandes atos de afirmação pessoal que o gajo sobreviveu aos duches da prisão, mas um amigo meu que esteve dentro com ele (assaltou uma loja de circuitos de vigilância em Pretória) diz-me que o gajo urinava no duche e que, tomava vitaminas do complexo B para tornar a urina fluorescente e assim assustar os sodomitas, que, como qualquer pessoa normal, não gostam de porcalhões;

O antagonista da vida: o homem detestava bébés. Também não ia à bola com cães pequeninos, mesmo aqueles que são vestidos pelos donos. É preciso dizer mais?

5 Comments:

Blogger as1526404 said...

Até acredito na cena dos cães agora urina fluorescente não me convences...e o testify era outro
testify rage against the machine??!!

3:44 AM  
Anonymous Isa said...

<3

8:41 AM  
Blogger evil mandela said...

Rapaziada simpática!

4:26 AM  
Anonymous Anonymous said...

e do pantera negra não escreves
vá la meu xucreve ai qualquer cena...

7:33 AM  
Anonymous aunt Abadessa said...

"...nem conseguia distinguir bem entre o amarelo e o verde, tanto que, uma vez, quando eramos miúdos, o apanhei a comer uma azeda ao contrário..."

quem é que se lembra disto?

o gosto pelas azedas (na forma correcta, claro) é a parte da minha personalidade que mais se aproxima da do Madiba. quer dizer, tb curto o motorista da miss Daysi.

1:26 AM  

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home